5 atividades físicas para quem trabalha na área da segurança

A prática de atividades físicas tem crescido cada vez mais, seja pela procura de uma aparência específica ou por uma vida de mais qualidade e bem-estar. Mas, há também algumas áreas profissionais que o condicionamento físico deve ser trabalhado constantemente como, por exemplo, para quem trabalha na área da segurança.

Nessa área, a exigência de se trabalhar o corpo associado à mente e à respiração é muito grande, e são justamente os exercícios físicos e o treinamento que são capazes de trabalhar com esses três lados simultaneamente. Além disso, outros vários benefícios podem ser retirados dessa prática. Confira!

Benefícios das atividades físicas para quem trabalha na área de segurança

As atividades físicas regulares previnem doenças cardiovasculares, metabólicas, pulmonares ou do sistema locomotivo. Dependendo do caso, o acompanhamento profissional é essencial para um resultado efetivo, tanto fisicamente quanto mentalmente.

Já para os profissionais na área de segurança as atividades físicas são essenciais não só para a saúde e o bem-estar, como também para o exercício da sua atividade profissional. Veja os benefícios:

  • aumenta a disposição do corpo;
  • reduz a chance de doenças;
  • estimula a autoconfiança;
  • reduz o estresse no ambiente de trabalho;
  • melhora a qualidade do trabalho.

No caso de alguma situação de risco, muitas pessoas tendem a perder o controle emocional e o coração dispara instantaneamente, como um sistema de autodefesa. Com a prática de exercícios é possível controlar essas reações, já que melhora a capacidade de perceber reflexos, tornando a visão e as reações mais rápidas. E, consequentemente, o profissional sente-se mais autoconfiante.

Além disso, a melhora na disposição também será perceptível. No trabalho ocorrem situações que exigem disposição física para a defesa pessoal ou para proteger um semelhante. Nesse momento, é preciso ter treinamento e fôlego, e essas são habilidades que só serão possíveis de serem alcançadas com a prática regular de exercícios físicos.

Gostaria de saber como melhorar sua forma física e se sentir mais seguro no trabalho? Então confira a lista de exercícios que separamos para você melhorar sua qualidade de vida!

Tipos de atividades físicas para quem trabalha na área da segurança

1. Ginástica laboral

A ginástica laboral é uma série de exercícios físicos que pode ser realizada no trabalho. Essa prática tem como intuito prevenir doenças relacionadas às próprias atividades laborais, buscando sempre a melhora na saúde e uma boa qualidade de vida e bem-estar.

Esses exercícios poderão ser realizados em algum espaço do trabalho onde você sinta mais conforto. A ginástica pode ser adaptada de acordo com as necessidades do seu próprio corpo e dividida de acordo com seus objetivos.

Preparatória

O fundamental nesse processo é preparar o organismo para o trabalho físico, melhorando a oxigenação, disposição e concentração. Nessa parte, você poderá priorizar os alongamentos. Veja os exercícios sugeridos:

  • alongue o pescoço, fazendo movimentos circulares;
  • aqueça os ombros, girando-os para frente e para trás;
  • alongue os ombros, puxando o braço para a parte de trás da nuca com o apoio de uma mão no cotovelo;
  • faça movimentos circulares com a cintura;
  • faça movimentos circulares com os joelhos juntos;
  • faça movimentos circulares com os pés.

Compensatória

Nessa etapa as atividades podem ser realizadas durante o trabalho. A intenção nesse ponto é buscar alívio das tensões musculares decorrentes de alguma situação de estresse. Assim, você poderá melhorar a postura e prevenir a fadiga muscular.

Semelhantes aos exercícios da fase preparatória, você poderá focar em alongamentos, atividades respiratórias e sempre procurar corrigir a sua postura.

Relaxamento

O relaxamento é realizado no final da jornada do trabalho. Por mais que o dia tenha sido estressante, é importante ter um tempo para descansar corpo e mente. Com essa prática você perceberá que é possível se sentir melhor depois do trabalho. Aqui, poderão ser priorizados exercícios de respiração e automassagens.

Em todas as fases é preciso ter muita atenção à respiração, pois apesar de parecer algo simples, a respiração é vital para o corpo humano. É por meio da respiração que oxigenamos o corpo, levamos nutrientes para as células, recarregamos nossas energias e liberamos o gás carbônico.

Dessa forma, a respiração abdominal lenta auxilia na diminuição da atividade do sistema nervoso simpático, minimiza a tensão no músculo respiratório, reduzindo a ansiedade e propiciando a sensação de relaxamento. E, por mais que o trabalho seja estressante, quem não quer estar relaxado ao final do dia?

2. Abdominais

As abdominais são exercícios que trazem grandes benefícios. Primeiramente, você pode realizá-lo em qualquer espaço e, por segundo, você pode trabalhar com várias musculaturas ao mesmo tempo. Postura adequada e respiração — novamente — são fatores essenciais para que a prática seja bem realizada.

Ao fazer abdominais é importante ter cuidado com sua postura. Por exemplo, o abdominal crunch tradicional, que trabalha a musculatura superior: deite a barriga para cima, afaste um pouco as pernas e flexione o joelho, sempre com os pés bem apoiados ao chão. Atente-se para que sua coluna esteja reta. Mantenha as mãos ao lado da cabeça e eleve o tronco. Ao voltar, não encoste a cabeça ou ombros no chão.

A partir desse modo tradicional, você poderá fazer outras variações, como levantar as pernas, com pernas esticadas e tentando encostar o tórax no joelho, abrindo e fechando as pernas, pernas em formato borboleta — assim você poderá trabalhar também a flexibilidade.

3. Flexões de braço

As flexões de braço são treinos que melhoram, principalmente, com a resistência física. Aqui, você poderá trabalhar força, musculatura e respiração.

Para fazer flexões, fique atento à sua postura, mantendo o corpo reto. Deite com a barriga para baixo, estique as mãos um pouco mais que a largura de seus ombros e evite curvar o corpo para trás. O corpo será apoiado apenas nas mãos e nos pés.

Você poderá variar este exercício fazendo flexões de mergulho, flexões apenas com uma mão, flexões com as mãos fechadas e flexões apenas com as pontas dos dedos das mãos.

4. Barra fixa

Essa é uma atividade que muitas crianças fazem durante as aulas de educação física e se divertem muito, por que com você seria diferente? Esse é um exercício de força, muito popular, eficiente e completo. Nessa atividade, você poderá trabalhar várias partes do corpo, como dedos, antebraços, bíceps, tríceps, ombros, costas, abdômen, glúteo e extensores da coluna.

Você poderá encontrar em parques ou praças locais que dispõem dessas barras e praticar. Hoje em dia, com a popularização desse exercício — existem competições —, é fácil encontrar onde fazer. Você pode instalar uma barra em casa também e os resultados com essa prática podem aparecer rapidamente.

5. Corrida

A corrida é um dos exercícios mais comuns e seus benefícios são muitos, principalmente para a resistência. E para quem trabalha na área de segurança, resistência é a palavra certa.

Correndo você trabalhará uma série de músculos e a respiração. Caso ainda não seja acostumado com um ritmo acelerado, você poderá iniciar seu treino com uma caminhada e, aos poucos, dia após dia, aumentar a distância e a velocidade.

Controle e faça seus treinos de maneira regular, aos poucos sua resistência física se tornará muito maior e, consequentemente, conseguirá ter uma boa qualidade de vida pessoal e profissional.

Gostaria de ajudar seus colegas de trabalho a entenderem como as atividades físicas para quem trabalha na área de segurança são essenciais? Então compartilhe este post nas redes sociais e divida o aprendizado com mais pessoas!

Sem Comentários