Como fazer um bom currículo? Confira 6 dicas infalíveis!

Um currículo bem-apresentado é uma ferramenta em potencial para o momento da seleção. Mas você sabe como fazer um bom currículo?

Quando a estrutura está adequada e os dados estão organizados, como o contato, o objetivo, a experiência, formação e qualificação, a leitura do material fica muito mais fácil e agradável para o recrutador. Dessa forma, ele pode ter mais atenção aos dados que você inseriu.

O currículo também deve carregar um conteúdo de qualidade. Ele é a sua propaganda, por isso, suas competências profissionais devem estar bem delineadas — são as informações que mais interessam ao contratante. Continue conosco e veja abaixo como montar o seu currículo com qualidade!

Confira 6 dicas sobre como fazer um bom currículo

1. Faça um planejamento antes de escrever

Planejar-se é um passo essencial. Não vá direto ao ponto. Há uma linha a ser seguida para que você seja bem entendido, e essa é a linha da organização e planejamento.

Veja um exemplo de estrutura para currículo!

Dados pessoais

Esse é o primeiro ponto. Aqui deve constar nome, data de nascimento, idade, endereço, estado civil e formas para entrar em contato, como e-mail e telefone.

Objetivos

O objetivo exige atenção para que equívocos não sejam cometidos. Nessa etapa você escreverá a sua área de atuação, mas sem especificar o cargo pelo qual almeja. Caso contrário há o risco de limitar ou restringir as suas opções empregatícias.

Formação

Sua formação é um dos pontos mais significativos do currículo. O importante é você organizá-la em uma ordem cronológica — comece da mais recente para as mais antiga. Não esqueça de explicar o nome do curso, da instituição e a data de conclusão.

Qualificações

As qualificações podem variar de quantidade. Mas, o importante nessa etapa, é selecionar as qualificações que resumam melhor as suas competências para a vaga que você concorre. Não se esqueça de colocar as três ultimas experiências para não ficar um vazio no tempo recente de suas atividades.

Experiências profissionais

Nessa parte é importante lembrar que as informações precisam ser descritas de modo claro, objetivo e coeso. Aqui você escreverá todas as experiências profissionais que exerceu.

Descreva suas funções, ocupações, por quanto tempo atuou nelas e não se esqueça de colocar os objetivos e os resultados de suas atividades. Se puder, use dados numéricos para apresentar exatidão.

2. Apresente informações verdadeiras

Todas as informações que constarem no currículo devem ter comprovações. E, além disso, se você adiciona qualificações ou experiências que não teve, provavelmente, correrá o risco de desapontar as pessoas que ocupam cargos superiores e sua reputação estará cada vez pior.

Ou, durante a seleção, quando os recrutadores percebem as informações falsas, o candidato é eliminado. Uma situação dessas pode ser constrangedora tanto para o recrutador quanto para o candidato.

3. Formate seu currículo adequadamente

Quando vamos à casa de alguém, provavelmente, o anfitrião prepara um café e organiza o lugar. Tudo isso para que você sinta-se confortável. O currículo é como a sua casa, pois é ali que você se apresenta e mostra suas características profissionais. Por isso, é importante que ele esteja limpo e organizado, para que o recrutador sinta-se à vontade para lê-lo e confortável ao procurar as informações.

Então, mantenha um padrão e não enfeite demais. Use a fonte Times New Roman ou Arial, tamanho 12 e espaçamento simples ou 1,5.

Caso queira destacar algum título, utilize o negrito ou sublinhe. Mas se você começou usando negrito, termine usando negrito ou se começou usando o sublinhado, termine da mesma forma. Se quiser destacar algo ao longo do texto, use o itálico — mas não exagere.

4. Adeque sua linguagem com a área de atuação

É importante que a linguagem esteja adequada à área que você pretende atuar. O português, é claro, deve estar sempre alinhado às normas gramaticais. E tenha atenção ao leitor de seu currículo.

Então, tente escrever na mesma linguagem de quem lerá o currículo. Se ficar em dúvida, observe que tipo de linguagem foi utilizada no anúncio. Isso o ajudará a conhecer melhor seu contratador. O melhor é ser claro e objetivo em vez de utilizar um vocabulário rebuscado que, no final, acaba criando uma distância entre o recrutador e o candidato.

5. Faça cursos para enriquecer seu currículo

Esse investimento é importante pois, além de garantir experiência e conhecimento, também enriquece o seu currículo mostrando interesse e dedicação na área de atuação. Os cursos mantêm o profissional sempre atualizado e preparado para as demandas do mercado de trabalho.

Há muitas opções de formação hoje em dia. Algumas, como vigilante, segurança de grandes eventos ou segurança pessoal, são bons exemplos de cursos atuais, cujo mercado de trabalho se mantém resistente à crise.

E mesmo que você não tenha muito tempo disponível, há cursos profissionalizantes nesses ramos que oferecem qualidade, conhecimento e treinamento, além de valorizar o seu tempo, fazendo o possível para tornar a sua formação mais rápida e eficaz.

6. Faça uma revisão cuidadosa

Revisar o seu currículo é essencial para que não haja erros de português, como acentuação ou vírgula, e corrija algumas frases que não estão tão claras. O currículo é algo em que você terá que investir um tempo para que fique tudo de acordo. O recrutador precisa perceber desde o início o seu comprometimento com suas escolhas.

Então, faça uma revisão cuidadosa! Essa é a chance que você tem de melhorar e valorizar mais o seu currículo, aprimorando a sua escrita e melhorando a sua apresentação.

Saiba o que não fazer em um currículo

Dissemos aqui tudo o que funciona como fator positivo para seu currículo. Mas, agora, você verá o que não deve ser feito. Acompanhe:

  • não acrescente fatos ou experiências pessoais irrelevantes, como hobbies;
  • não disponibilize foto — só deve ser anexada se for solicitada;
  • não utilize e-mail pouco profissional;
  • não coloque sua pretensão salarial;
  • não deixe recados para o recrutador.

Viu como fazer um bom currículo é importante para valorizar o seu primeiro contato com o empregador? Com as dicas acima, você será capaz de valorizar o seu lado profissional e apresentar um bom material.

Você gostaria de saber mais sobre o assunto e apresentar-se cada vez melhor para o mercado de trabalho? Então continue com a gente e descubra que tipo de perfil se deve ter para trabalhar na área de segurança!

Sem Comentários