Equipamentos para vigilantes: conheça os principais!

Quando um trabalho envolve segurança, seja pessoal ou coletiva, pública ou privada, há uma série de recomendações previstas. Uma delas diz respeito às normas referentes aos equipamentos para vigilantes, de acordo com a Portaria 3.233/2012-DG/DPF.

Por conta das mudanças e atualizações constantes na regulamentação dos serviços de segurança privada, empresas estão, cada vez mais, terceirizando estas funções. Com isso, há um trabalho mais especializado, que ajuda as empresas a economizarem tempo e atenção para as novas mudanças da categoria.

Assim, estar por dentro dos equipamentos para vigilantes é essencial para possibilitar a segurança dos trabalhadores. Quer saber mais sobre o tema? Continue a leitura e saiba tudo sobre os equipamentos e também a sua regulamentação!

O que diz a regulamentação

A referida portaria, em seu artigo 163, prevê algumas obrigatoriedades no uso dos equipamentos pelos profissionais. Veja quais são:

  • receber um uniforme, devidamente autorizado, às expensas do empregador;
  • portar uma arma enquanto trabalha;
  • utilizar materiais e equipamentos em perfeito funcionamento e bem conservados, inclusive armas e munições;
  • utilizar sistemas e tecnologias de comunicação em perfeito estado de funcionamento.

Uniforme

O uniforme é o equipamento mais básico da função.  Ele é definido de acordo o ambiente, o local de trabalho e seu objetivo. As principais vestimentas são as sociais e de guarda ostensiva. Para quem trabalha em shoppings ou lojas e também faz segurança pessoal, o uniforme social é o mais indicado.

O uniforme tem que estar sempre adequado às condições climáticas do local de trabalho, de modo que não prejudique o desempenho do profissional na execução das tarefas.

Segundo o artigo 152 da mesma portaria, “a empresa que prestar serviços de vigilância em indústrias, usinas, portos, aeroportos, navios fundeados em águas nacionais ou em outros estabelecimentos que venham impor riscos à incolumidade física de seus vigilantes, deverá adotar, além do uniforme, equipamentos de segurança necessários ao desempenho do trabalho, tais como capacetes, botas, óculos, cintos especiais e outros necessários, observadas as regras de segurança do serviço a ser executado”.

Não importa qual seja o modelo, todos devem passar por inspeção da Polícia Federal. Além do tipo de vestimenta, é importante ressaltar que o uniforme precisa ser composto de crachá de identificação e apito.

Armas

Todo armamento precisa ser aprovado pela Polícia Federal, portanto, precisa de um tratamento adequado, seja na limpeza ou na manutenção. Além disso, as munições precisam estar em perfeito estado para uso. É importante saber qual é o tipo de serviço e em qual ambiente o profissional estará, para escolher o armamento mais adequado.

Outro objeto que também passa pela fiscalização da Polícia Federal é o colete à prova de balas, não importando se será usado por um vigilante armado ou não.

Há outros tipos de armamentos, como a tonfa, utilizado para defesa pessoal ou manutenção da ordem, mesmo sem o porte de arma de fogo. Além dele, há o spray de pimenta e outros equipamento não letais.

Equipamentos de comunicação

O rádio é um dos dispositivos mais fundamentais na execução de um bom trabalho, armado ou não. Em diversas situações, a comunicação entre os vigilantes e seus superiores é importante e faz toda a diferença na hora de tomar algumas decisões. É fundamental que todos saibam quem será responsável pelo uso de cada um dos itens.

Em caso de vigilância por meio de veículos, em alguns casos, os carros precisam ter um sistema de rádio que aumente o campo de comunicação entre os vigilantes. Isso é mais válido para trabalhos em áreas distantes, onde a frequência de rádio tem mais dificuldade de chegar.

Monitoramento

A tecnologia tornou-se uma grande aliada da profissão de vigilante. E uma das funções mais beneficiadas foi a de monitoramento. Agora, há equipamentos modernos que auxiliam o profissional a ter resultados mais produtivos. O bastão de ronda é um desses itens, e é fundamental no trabalho de monitoramento de rota. Há o bastão real time, que analisa em tempo real quantas pessoas estão fazendo a ronda ao mesmo tempo ou se já foi realizada.

Outro recurso que está crescendo é o vigia alerta. Esse sistema emite um sinal para que o vigilante aproxime seu crachá do dispositivo. Assim, fica comprovado que ele está presente no local.

Caso seja necessário uma segurança maior, algumas empresas optam por cães de guarda para atuarem como auxiliares dos seguranças. Os animais são treinados para saber lidar com situações de risco e perigo. Com isso, o foco dos vigilantes pode ser ampliado para mais locais ao mesmo tempo.

Veículos

Em locais amplos, o monitoramento deve ser feito de forma ágil, cobrindo o maior número de espaços possíveis. Para que isso ocorra de maneira correta, é necessário o uso de um veículo de transporte motorizado. A escolha de qual modelo usar varia de acordo com a necessidade das atividades que serão realizadas naquele espaço. Pode ser carro, moto ou até van, por exemplo.

O terreno também define o tipo de veículo que será usado. Em espaços pequenos com boa pavimentação, a bicicleta é recomendada. Em locais um pouco mais amplos, motocicletas e carros são as melhores opções.

Já em locais mais arenosos, um 4×4 pode ser uma opção mais qualificada. Até a escolha do tipo de pneu tem que ser levada em consideração. Cada terreno exige um modelo diferente. Vale lembrar que, para poder dirigir um veículo motorizado, o profissional precisa ter a carteira de motorista equivalente à categoria.

Para além dos equipamentos para vigilantes

Além dos itens usados para garantir um melhor trabalho, existe um ponto tão importante quanto qualquer objeto: o lado humano. A profissão exige que a pessoa esteja apta física e psicologicamente para poder fazer o uso correto de todos os equipamentos. Uma pessoa atenta toma sempre as melhores decisões. Por isso, lembre que cuidar do corpo e da mente é fundamental para um serviço ser bem realizado.

Gostou de conhecer os principais equipamentos para vigilantes? Então, que tal ficar por dentro das últimas novidades sobre o universo da segurança? Siga nossa página no Facebook e acompanhe as informações em sua timeline!

Sem Comentários