Como se qualificar para o mercado de segurança?

O caminho mais confiável para se trabalhar no mercado de segurança é apostando nos cursos profissionalizantes. Se você quer conquistar mais oportunidades e ter inúmeras chances de seguir uma carreira estável, é preciso fazer um investimento em capacitações, para que esteja mais preparado para os desafios profissionais que surgem a cada dia.

Com as técnicas aprendidas em um curso de segurança, é possível aumentar seus conhecimentos e, além disso, estar preparado para esse mercado. Quer saber como se qualificar para a área de segurança e tudo o que você precisa fazer para tal? Então, continue a leitura!

1. Qual a importância da qualificação para o mercado de trabalho?

Para conseguir maior destaque e oportunidades na carreira de segurança, é fundamental investir no curso de formação de segurança em uma instituição de qualidade com autorização da Polícia Federal e reconhecida pelas empresas da área. Dessa forma, você adquire a qualificação profissional necessária para assumir o cargo.

Depois, você pode se aperfeiçoar e expandir seus conhecimentos. Sim, buscar novos saberes, pois as empresas estão procurando por profissionais dispostos a acompanhar as novas tendências dos mercados de segurança, sempre engajados e preparados para oferecer soluções para a área.

Portanto, é possível dizer que o diferencial está em sua determinação. Ou seja: o quanto você está disposto a oferecer e agregar com os conhecimentos do seu curso e as experiências que possui pode ser determinante para uma contratação.

A questão é que, muitas das vezes, é preciso ter bastante determinação para sair da zona de conforto e investir em capacitação. Tenha em mente que ficar estagnado não trará chances de crescimento profissional e você sempre correrá o risco de perder oportunidades para pessoas mais capacitadas, que investiram no curso de segurança para aproveitar este mercado tão promissor.

1.1 Por que os cursos de segurança são tão importantes?

Separamos 5 motivos para você investir nos cursos de segurança. Acompanhe!

1.1.1 Oferecem mais oportunidade de trabalho

Atualmente, as áreas de trabalho são muito diversificadas. Um curso de segurança pode ser muito significativo para você conquistar uma profissão e, assim, poder investir nos seus sonhos.

O mercado de segurança pode ser uma ótima solução, além de mais prático e menos caro, para que uma pessoa consiga novas possibilidades de trabalho. Com isso, suas opções de carreira crescem e você tem mais chances de conseguir um emprego.

1.1.2 Ensinam a lidar com novos desafios

Iniciar um curso para o mercado de segurança faz você absorver novos conhecimentos e sair da zona de conforto. Claro que é sempre desafiador fazer alguma coisa nova, mas é importante acreditar nos benefícios que essa decisão vai trazer para a sua vida.

Além disso, você deve saber aproveitar as oportunidades para se tornar um profissional — e uma pessoa — ainda melhor. Embora você se veja em uma situação difícil, muitas vezes, e pense que esse investimento poderia ser usado para outra finalidade, saiba que uma vida sem desafios vai, inevitavelmente, nos deixar desorientados para enfrentar condições adversas.

1.1.3 Tornam possível que você conheça novas pessoas

Ampliar sua rede de amigos e contatos é fundamental, tanto do ponto de vista social quanto pelo lado profissional. Muitas pessoas se recolocam no mercado de trabalho por meio dos contatos que fizeram ao longo de suas passagens por escolas e outros cursos. Estamos falando do chamado networking (rede de contatos).

Em geral, esses ambientes reúnem pessoas que podem indicar você para posições de trabalho em diversas empresas. Conhecer pessoas e fazer novos contatos vai ajudá-lo a desenvolver uma boa comunicação, imprescindível nos dias de hoje, e te permitirá conquistar uma recolocação profissional.

Por mais tímido ou técnico que seja o seu perfil profissional, trabalhar em equipe, saber se comunicar e mostrar segurança na hora de falar podem ser fatores essenciais para conquistar um emprego (ou mesmo para mantê-lo). Além disso, a troca de conhecimento e experiências diversas podem colaborar para o seu desenvolvimento e sua qualificação profissional.

Portanto, nas dúvidas e nos desafios que surgirão ao longo de sua trajetória profissional, contar com a opinião de um colega que tenha a mesma formação que você contribui bastante para que sejam tomadas decisões mais seguras.

1.1.4 Colaboram para você estar sempre atualizado

Grande parte da importância de fazer um curso no mercado de segurança está em você ter contato com novas ideias e conceitos que o mundo e os empregadores acabam exigindo. Atualmente, as mudanças acontecem de forma muito rápida, sendo de extrema importância se capacitar para acompanhar as demandas que se transformam todos os dias.

Dessa forma, um curso na área consegue abordar todos os conceitos e técnicas que você precisa saber para desempenhar suas funções. Com o tempo de carreira, vamos somando responsabilidades e, por consequência, outras necessidades de atualização profissional vão surgindo.

Estar atualizado e preparado para lidar com isso faz toda a diferença. Isso porque é possível manter a sua capacidade de ocupar um bom cargo ou conquistar novas posições.

1.1.5 Fazem com que você seja reconhecido

É claro que a decisão de fazer um curso no mercado de segurança deve vir de um desejo seu — e nem sempre o reconhecimento acontecerá tão rápido. Investir nos cursos de segurança aumentam as chances de você ser reconhecido, recolocado no mercado de trabalho e ganhar visibilidade.

Por isso, mostrar comprometimento, dedicação e vontade de se capacitar e crescer na carreira pode render bons frutos! Então, se você espera por boas oportunidades e recompensas de salário, é importante estar atento aos cursos para o mercado de segurança que contribuam com a sua qualificação profissional.

Saber superar desafios e agregar conhecimento é muito importante para a construção de um bom currículo e de uma profissão de sucesso.

1.2 Como é o mercado de trabalho para segurança?

Os cursos da área de segurança proporcionam a você uma rápida inserção no mercado de trabalho, pois trata-se de uma profissão especializada e muito bem capacitada por meio dos cursos, que vão oferecer a você diferenciais na hora de conseguir uma oportunidade de trabalho. A atuação pode ocorrer em vários setores dentro de um sistema de segurança privada.

Além das empresas já existentes, também é possível trabalhar como autônomo. Para tanto, você fará serviços para pessoas físicas ou gerenciará a sua própria prestadora de serviços de segurança.

1.3 O setor de segurança privada é próspero no Brasil?

No ano de 2015, o mercado de segurança privada movimentou em torno de R$ 20 bilhões, mas pesquisas já apontaram um crescimento de 16% desse setor nos próximos três anos. Assim, empresas especializadas no setor devem aumentar em 44% a participação no mercado.

2. Como se qualificar para o mercado de segurança?

Podemos perceber que os cursos de segurança privada trazem uma série de possibilidades para os alunos formados. O mercado de trabalho está a cada dia mais aquecido e o profissional que investir em uma formação na área vai se destacar dos demais concorrentes nas disputas por vagas de emprego.

Dessa forma, o mercado de segurança é, com certeza, uma boa escolha. Ele conta com uma maior probabilidade de inserção no mercado de trabalho, mesmo em um momento de recessão econômica — como a que estamos vivendo ao longo dos últimos anos.

Para atingir o sucesso profissional tão almejado, o caminho começa a ser trilhado quando você faz a sua inscrição em um dos cursos profissionalizantes de segurança. Depois de concluí-lo e estar inserido no mercado de trabalho, você pode seguir seus estudos e até chegar a fazer um curso superior na área (Gestão de Segurança Privada), o que garantirá ainda mais êxito na sua carreira como profissional de segurança.

2.1 As previsões do mercado para o setor de segurança privada

Estudos realizados no Mercado da Segurança no Brasil, da Associação da Indústria de Segurança (Security Industry Association), revelaram que, quando o assunto é segurança patrimonial, há um expressivo potencial de crescimento e desenvolvimento, principalmente se a área de interesse engloba os grandes eventos, que estão acontecendo com certa frequência no país.

Um exemplo é o Rock in Rio de 2017 — além de outros eventos internacionais que vêm acontecendo com frequência no Brasil, como as Olimpíadas acorridas no ano de 2016 e a Copa do Mundo em 2014.

O que muitos ignoram, por falta de conhecimento, é que o mercado de segurança é o quarto maior setor empregador no país hoje. Ele deixa para trás apenas as categorias de serviços de limpeza e zeladoria, construção civil e serviços domésticos.

Para você visualizar a importância da área de segurança privada, saiba que, atualmente, a evolução do setor é um dos reflexos da falta de investimentos públicos no segmento de segurança. No entanto, não cabe a nós discutirmos isso, já que se trata de uma questão política.

Contudo, é importante destacar que, principalmente por existirem várias opções de escolha na hora de contratar um curso de segurança (e até mesmo um serviço deste segmento), é importante buscar referências, fazer uma escolha pautada por pesquisas e, se possível, conversar com quem já contratou ou usa os serviços ofertados antes de tomar qualquer decisão.

É relevante lembrar que a sua formação profissional e o patrimônio de muitas pessoas são as questões que estão em jogo.

3. Qual é o perfil do profissional de segurança?

O primeiro passo para se tornar um bom profissional de segurança é ter afinidade com a área. As qualidades exigidas de quem deseja ingressar no mercado de segurança são muito específicas e precisam estar bem definidas e explicadas de forma clara. É importante, por exemplo, que você tenha:

  • habilidade para agir sob pressão;
  • rapidez para agir em situação de perigo eminente;
  • muita concentração e seja uma pessoa atenta.

Se você não possuir essas habilidades, é possível que, em uma situação de risco, fique paralisado ou, então, reaja de forma imprudente, o que não é o esperado de um bom profissional de segurança. Também é preciso ficar atento e sempre alerta. Pegar no sono pode fazer com que você deixe passar detalhes importantes que evitariam desastres ou perigos.

Além disso, podemos citar outros pontos fundamentais para quem deseja entrar no setor de segurança:

  • postura profissional;
  • responsabilidade;
  • discrição;
  • coragem;
  • educação;
  • preparo físico;
  • organização;
  • equilíbrio emocional;
  • autocontrole;
  • visão sistêmica e estratégica;
  • capacidade de interagir com as pessoas;
  • postura ética, entre outros atributos.

Ao contrário do que muitos pensam, não é preciso conhecer artes marciais. Nos cursos de vigilante da Escola Brasil de Segurança, você irá aprender a usar as técnicas que o qualificarão para agir de acordo com a situação que se apresenta, sendo que o recomendado é chegar ao embate somente em último caso.

O mercado de segurança também está aberto para as mulheres, que estão cada vez mais ativas e viram sua participação nesse setor crescer muito nos últimos cinco anos. Elas atuam principalmente na varredura de banheiros femininos e nas revistas de outras mulheres — funções que apenas as vigilantes podem exercer.

3.1 Como é o mercado de trabalho para quem faz segurança privada

Como vimos, o mercado de trabalho no setor de segurança é bastante diverso e está aquecido. De acordo com a Federação Nacional de Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist), em 2014 havia mais de duas mil empresas de Segurança Privada no país.

Quem faz o curso para o mercado de segurança pode atuar em qualquer empresa ou instituições que tenham equipes de segurança. Hipermercados, bancos, shopping centers e hotéis são algumas das opções.

É possível também trabalhar em equipes de segurança patrimonial e pessoal, em empresas de segurança, escolta e segurança pessoal ou com transporte de valores. A empregabilidade para esse mercado só aumenta.

Outro estudo divulgado pela FGV em 2010, intitulado “A educação profissional e você no mercado de trabalho”, revelou que a taxa de empregabilidade para a área de segurança é de mais de 90%.

Uma vantagem para quem opta pelo setor é que, em muitos casos, o profissional de segurança pode conciliar dois empregos na área. Isso torna possível um maior ganho financeiro e, consequentemente, uma melhora no seu padrão de vida e no de sua família!

3.2 Quais são as atividades de segurança privada no Brasil

A Portaria 3.233/2012 traz a transcrição da Polícia Federal que regulamenta as atividades de segurança privada no país, com o objetivo de divulgar os princípios legais que a permeiam. Dessa forma, são consideradas tarefas de segurança privada as que seguem abaixo:

I. Vigilância patrimonial

Trabalho realizado dentro da fronteira dos estabelecimentos, sejam eles urbanos ou rurais, públicos ou privados, com o objetivo de garantir a integridade física das pessoas e a segurança do patrimônio no local ou nos eventos sociais.

II. Escolta armada

Tem como objetivo assegurar o transporte de carga ou de valores, o que inclui o retorno da guarnição com o respectivo armamento e outras ferramentas, com as pernoites estritamente necessárias.

III. Transporte de valores

Escolta de transporte de bens ou valores, utilizando carros comuns ou especiais.

IV. Segurança pessoal

Tem como objetivo assegurar a integridade física de pessoas, o que inclui o retorno do vigilante com o respectivo armamento e outros equipamentos, com os pernoites somente em caso de necessidade.

4. Quais são as opções de curso profissionalizante de segurança?

Como já mencionamos, para se qualificar para o mercado de segurança, é preciso fazer bons cursos. A Escola Brasil de Segurança oferece para você as melhores oportunidades. Acompanhe:

4.1 Formação de vigilante

O curso de Formação de Vigilante da Escola Brasil de Segurança capacita você para utilizar equipamentos, armas e técnicas de defesa pessoal. O participante também adquire todos os conhecimentos e habilidades de que precisa para se tornar um vigilante com atribuições completas, inteiramente capacitado para manter a ordem e a segurança de comércios, empresas e diversas instituições.

4.1.1 Metodologia

O curso de Formação de Vigilante é ministrado de acordo com a Portaria 3233/2012 do Departamento de Polícia Federal. Ele foi especialmente preparado para que pessoas como você se tornem profissionais fortemente qualificados por meio de atividades práticas e simulações.

Todo o trabalho é feito para que o aluno tenha contato com as diferentes situações que acontecem no cotidiano de quem atua com a vigilância. Isso torna possível que você assimile as informações da forma mais profissional e segura possível.

4.2 Transporte de Valores

Por se tratar da movimentação de valores em espécie ou bens com alto valor monetário, esse tipo de transporte deve seguir um processo de segurança altamente qualificado para evitar que ocorram roubos. Com o nosso curso de Transporte de Valores, você estará preparado e treinado para ser o profissional mais completo da categoria e, assim, poderá inibir e neutralizar a ação de criminosos que poderão tentar saquear o dinheiro ou o bem material transportado.

4.3 Escolta Armada

No nosso curso de Escolta Armada, você aprenderá por meio de aulas práticas e simulação de circunstâncias que serão vividas no cotidiano do vigilante. Serão desenvolvidas habilidades como defesa pessoal e manuseio do armamento utilizado neste tipo de atividade, além de uma série de ações estratégicas para assegurar uma escolta rápida e precisa para tornar a ação de criminosos mais difícil e até mesmo inibi-las.

 4.4 Segurança Pessoal Privada

No curso de Segurança Pessoal Privada, o participante se torna capacitado para atender a quem procura por uma segurança pessoal eficiente, qualificada e versátil. Você aprenderá a dominar armas, técnicas e procedimentos necessários para interagir com situações corriqueiras capazes de prejudicar a integridade física de quem será protegido.

 4.5 Supervisor de Segurança

Nosso curso de Supervisor de Segurança qualifica o profissional para exercer a supervisão de uma empresa do setor com o conhecimento das legislações em vigor e das técnicas de gestão mais eficientes do mercado. Assim, o aluno se tornará uma referência para os seus subordinados.

 4.6 Segurança em Grandes Eventos

O curso de Segurança em Eventos assegura ao participante condições de desempenhar essa função em solenidades e em eventos de grande porte, ou seja, com mais de três mil pessoas. Seus clientes terão, assim, um ambiente seguro, confortável e harmônico.

5. Quais são os pré-requisitos para fazer o curso de segurança?

Para atuar no mercado de segurança, você deve, obrigatoriamente, preencher os seguintes requisitos, comprovados por meio de documentos:

  • ser brasileiro, nato ou naturalizado;
  • ter idade mínima de 21 anos;
  • ter concluído a 4ª série do ensino fundamental;
  • ser aprovado em curso de formação de vigilante, realizado por instituição devidamente autorizada;
  • ter aprovação em exames de aptidão psicológica e de saúde;
  • ter certidões negativas de antecedentes criminais, sem registros de indiciamento em inquérito policial, estar sendo processado criminalmente ou ter sido condenado em processo criminal de onde reside, bem como o local em que foi realizado o curso de formação, reciclagem ou extensão: da Justiça Federal; da Justiça Estadual ou do Distrito Federal; da Justiça Militar Federal; da Justiça Militar Estadual ou do Distrito Federal e da Justiça Eleitoral;
  • estar em dia com as obrigações eleitorais e militares;
  • possuir registro no Cadastro de Pessoas Físicas.

Observação: os exames de saúde física ou mental e de aptidão psicológica serão renovados por ocasião da reciclagem do vigilante, a expensas do empregador. Já o exame psicológico será aplicado por profissionais previamente cadastrados no DPF, conforme normatização específica.

Como vimos ao longo deste artigo, o setor de segurança oferece uma série de possibilidades para o profissional se recolocar no mercado de trabalho. Com os cursos de formação de vigilante, é possível contar com possibilidades reais de ter uma carreira profissional e, assim, poder realizar seus sonhos!

O custo é relativamente baixo e você pode reaver esse investimento logo no primeiro mês de trabalho. Por isso, não deixe para depois. Portanto, considere as nossas dicas e invista agora em sua profissionalização e garanta um futuro próspero para você e sua família!

A Escola Brasil de Segurança leva até você os cursos de formação para o mercado de segurança em todas as categorias. Trabalhamos dentro das normas exigidas pela Polícia Federal, com uma equipe altamente preparada para ensinar tudo o que é preciso e você irá se tornar um profissional de destaque. Oferecemos apoio para que você cresça na profissão.

Gostou deste artigo sobre como se qualificar para o mercado de segurança? Então, não perca mais tempo! Entre em contato conosco para saber mais sobre os cursos e garantir a sua vaga no mercado de trabalho!

Sem Comentários