Tudo que você precisa saber sobre o Curso de Segurança

Vivemos um tempo em que o medo parece ter se tornando rotina. Uma instabilidade ocasionada pela segurança precária do país que preocupa a população como um todo.

É alarmante saber que um em cada três brasileiros se sente inseguro e tem medo da violência. Diante desses dados preocupantes, a saída de muitas pessoas físicas e jurídicas é a contratação dos profissionais de segurança privada.

Se você tem curiosidade sobre o curso de segurança e tem interesse em iniciar a carreira em uma das profissões que mais cresce em demanda no país, este post vai lhe ajudar na explicação de todos os detalhes que você precisa saber. Acompanhe!

O que faz um segurança?

Essa é uma dúvida muito comum de quem está começando a aprender sobre o assunto. Um segurança, ou um vigilante, como também é conhecido, exerce diversas funções, a depender do objetivo da sua contratação.

Há diversas categorias de vigilante, cada um com suas atividades específicas que, mesmo sendo diferentes em alguns casos, se tornam semelhantes em seus propósitos. Onde quer que esteja, o profissional precisa ter as características de um bom vigilante, com boa conduta e de caráter íntegro.

Para explicar melhor, vamos tratar em detalhes os tipos de segurança, para você entender cada uma de suas atribuições:

Segurança patrimonial

Esse profissional faz a segurança de todo o patrimônio do cliente contratante. Em resumo, ele preserva a segurança da empresa, dos funcionários e de todas as áreas adjacentes ao ambiente em questão, tanto as internas como externas.

Ele cuida para que nada de anormal aconteça, prevenindo comportamentos estranhos, a fim de impedir roubos, vandalismos, violências e incômodos em geral que ocorram durante o seu trabalho.

Segurança pessoal

Diferente do patrimônio, o foco do trabalho desse profissional é a segurança pessoal do cliente. Ele o acompanha em todos os compromissos, garantindo seu bem-estar e proteção enquanto estiver sob sua vigilância.

Cabe a ele acompanhar o cliente em viagens, passeios, compromissos de trabalho e outros locais onde a pessoa for, para que nada perturbe ou ponha em risco a vida de quem o contratou.

Segurança de escolta armada

Esse é um profissional que atua, principalmente, na segurança de transporte de bens de alto valor, como joias, obras de arte, documentos de grande importância, entre outros. A escolta pode ser contratada tanto por grandes empresas, como por pessoas físicas, quando convier uma proteção especial no deslocamento de pertences.

As funções de um segurança de escolta armada exigem experiência e destreza. Por isso, o curso de formação trabalha as habilidades dele no manuseio de armas e também na defesa pessoal.

Segurança de transporte de valores

Essa é a categoria de seguranças que atuam em carros fortes, no transporte de grandes quantias de dinheiro. Todo o percurso é acompanhado pelo profissional, que velará para que roubos não aconteçam e a carga seja entregue ao destino contratado.

Por ser uma categoria de risco maior, é necessário que se tenha um preparo técnico específico, assim como o de escolta. O preparo para segurança de transporte de valores é adquirido em um curso de extensão, para quem já possui a formação inicial e queira avançar na carreira.

Segurança em grandes eventos

Esse profissional atua na vigilância de eventos de grande porte, integrando a equipe que faz a segurança, e mantém a ordem e logística, zelando pelo bem-estar do local e das pessoas.

Há uma demanda muito grande no Brasil por essa formação, devido aos grandes ajuntamentos que o país promove, como jogos de futebol, grandes shows e espetáculos, com alta frequência.

A formação de um segurança de grandes eventos é conquistada por meio de uma extensão, que pode durar entre cinco e treze dias, sendo cinco para o intensivo e treze para o comum.

Quais são os pré-requisitos para o curso de segurança?

O profissional que tem interesse em ingressar na área de segurança precisa atender a alguns requisitos, determinados pela portaria 3.233/2012-DG/DPF da Polícia Federal, que regulamenta a profissão no Brasil.

Os requisitos mínimos para iniciar o curso e, posteriormente, estar apto a exercer a profissão são:

  • ter idade mínima de 21 anos;
  • ser brasileiro nato ou naturalizado;
  • ter concluído, no mínimo, a quarta série do ensino fundamental;
  • ter sido aprovado no curso de vigilante, ministrado por empresa devidamente qualificada;
  • ter idoneidade comprovada por meio de documentação (falaremos sobre isso adiante);
  • ter aptidão física e psicológica;
  • estar quites com as obrigações eleitorais e militares;
  • ter um Cadastro de Pessoa Física (CPF).

Atendendo aos requisitos, o candidato poderá iniciar imediatamente o curso e se qualificar para o início do trabalho como segurança. Esses requisitos são necessários para quem pretende começar a formação inicial de vigilante.

Quais são os documentos necessários para matricular-se no curso de segurança?

Para iniciar o curso, o aluno precisará dos documentos básicos exigidos para comprovação das aptidões que a função exige. Esta lista é prescrita pela própria Polícia Federal, conforme o regimento da profissão.

Não se intimide com a quantidade de documentos, eles podem ser retirados facilmente nas unidades da justiça e polícia ou por meio dos serviços online. Converse com a escola, ela lhe ajudará a providenciar todo o necessário para iniciar o curso.

Documentos com cópia

  • identidade e CPF;
  • título eleitoral;
  • comprovante de residência;
  • certificado de reservista;
  • certidão de casamento (quando houver caso de alteração do nome);
  • comprovante de escolaridade (histórico escolar ou declaração escolar).

Documentos originais

  • foto 3×4;
  • exame psicotécnico;
  • atestado de bons antecedentes criminais;
  • certidão criminal negativa da justiça federal;
  • certidão criminal negativa da justiça estadual, retirada no município onde irá realizar o curso e onde mora;
  • certidão criminal negativa da justiça militar federal;
  • certidão criminal negativa da justiça militar estadual;
  • comprovante de quitação das obrigações eleitorais;
  • carteira de trabalho.

Os documentos listados acima são para aquelas pessoas que não têm o curso de segurança ainda. O processo de reciclagem ou mudança de área exige documentos diferentes. Converse com a escola sobre quais são, caso esse seja o seu caso.

Quais são as disciplinas estudadas durante o curso?

A formação possui uma grade curricular de 200 horas, abordando todas as áreas necessárias para o entendimento amplo da função, assim como as técnicas que um bom profissional precisa ter para o sucesso da atividade.

A grade precisa ser completa, para atender às exigências das normas e entregar ao mercado de trabalho um profissional completo e altamente preparado em teoria, em prática e em técnica.

Para que você entenda melhor sobre o conteúdo, detalharemos cada uma das disciplinas que são ministradas no curso de formação de vigilante, assim como os objetivos de cada uma. É importante esclarecer que as disciplinas podem mudar nos casos dos cursos de extensão, ou quando a profissão exigir uma competência específica.

Armamento e tiro

Essa disciplina tem o objetivo de preparar o aluno para o manuseio de arma de fogo, a fim de torná-lo apto a lidar com revólveres em situações que exigem essa atividade.

Por mais que deva-se recorrer ao o uso da arma somente em raras situações, é preciso que o profissional esteja preparado e dotado de todo conhecimento para utilizá-la com precisão.

Defesa pessoal

A defesa pessoal capacita o vigilante a se defender de possíveis agressões físicas no exercício da função. Com essa competência, é possível perceber os sinais de agressão antes mesmo de ela ocorrer, por meio de gestos, olhares etc.

Todos os alunos são preparados a desarmar o agressor em luta corporal, portando o agressor arma de fogo ou não.

Educação física

O trabalho de um vigilante é físico. Por isso, é necessário que ele esteja preparado para exercer sua função com força e condicionamento adequados.

A disciplina é um treino físico para nivelar o aluno ao perfil exigido no trabalho. Normalmente, são executados exercícios de força, corrida, alongamentos, entre outros. Essa disciplina normalmente ocorre em áreas externas também, como ruas e praças.

Gerenciamento de crise

Em segurança, uma crise é uma situação onde há risco à vida. Podemos citar assaltos, ataques violentos, tentativas de suicídio e outras. Essas situações precisam ser enfrentadas pelo profissional de maneira séria e perita.

A disciplina de gerenciamento de crise prepara o vigilante para lidar com esses impasses no seu dia a dia, ensinando as técnicas corretas para cada caso. São medidas que podem dificultar ou impedir uma ação criminosa.

Um ambiente em caos tende a provocar tumultos e ânimos alterados nas pessoas. Nesse momento, o profissional precisa estar apto, física e emocionalmente, a trabalhar com rapidez e tranquilidade.

Legislação aplicada e direitos humanos

Essa disciplina ensina noções de direito penal e constitucional, dotando o aluno dos conhecimentos necessários sobre a lei e suas normas, assim como os direitos humanos.

Essas áreas estão intimamente ligadas à profissão, pois a lei é a guarida de quem atua com segurança.

Noções de criminalística e técnica de entrevista

O aluno, nessa disciplina, aprende os conceitos de criminalística, como análise da cena do crime, técnicas de isolamento, identificar características físicas, identificar os tipos de drogas etc.

Além disso, é ensinada a habilidade de colher dados, conversar com testemunhas, entre outras ações necessárias, até que a polícia especializada chegue ao local.

Noções de segurança eletrônica

Muitas vezes, o profissional trabalhará em locais onde há segurança eletrônica, com sistemas computadorizados, alarmes, bloqueios etc. Durante o curso, ele recebe aprendizado para lidar com esses sistemas, que são complementares ao seu trabalho no dia a dia.

Noções de segurança privada

É preciso que o aluno entenda as diferenças entre a segurança pública e a privada, assim como todos os detalhes específicos do papel de cada um: empresa, vigilante, polícia etc.

Essa disciplina também aborda a conduta do vigilante, os seus direitos, seus deveres e as atribuições que cabem a ele enquanto profissional contratado.

Prevenção e combate a incêndios

Visa o preparo do vigilante em uma situação de incêndio. É preciso que ele esteja preparado para comandar evacuação, fazer uso correto dos instrumentos e demais posturas que permitem controlar o fogo. Tudo isso é abordado na disciplina, que é de extrema importância para a formação.

Primeiros socorros

Em uma situação de emergência, os primeiros socorros podem salvar a vida de alguém. Mas, sem conhecimento, não se pode ajudar ninguém. O vigilante precisa aprender a diagnosticar o problema e aplicar as técnicas corretas para controlá-lo até que o profissional médico chegue.

Radiocomunicações

O sistema de rádio é amplamente usado por equipes de segurança na sua comunicação. Principalmente quando o trabalho é realizado em locais amplos, como eventos e grandes empresas.

A disciplina ensina os conhecimentos teóricos da arquitetura de comunicação via rádio, assim como as habilidades técnicas no manuseio dos acessórios para esse fim.

Relações humanas no trabalho

Um segurança trabalha com gente o tempo todo. E, como princípio da sua missão, ele foi contratado como guarda do bem-estar humano.

É preciso estar preparado para trabalhar com o público, e isso envolve diversos tipos de pessoas. Cada uma delas exige um tratamento específico, conforme o seu perfil. A disciplina ensina as melhores formas de lidar com as interações no trabalho, como relacionamento com idosos, pessoas com deficiências etc.

Sistema Nacional de Segurança Pública e Crime Organizado

Ensina ao aluno o entendimento sobre a estrutura de segurança pública brasileira, explicando o papel de cada um dos órgãos, bem como suas atribuições.

Assim como a segurança, a arquitetura do crime organizado é estudada, para que o profissional entenda o funcionamento, os conceitos, as características e os tipos de cada uma das organizações criminosas.

Uso progressivo da força

O uso incorreto e indevido da força pode infringir a legislação. A força bruta precisa ser usada de forma correta, conforme o nível da ação do indivíduo suspeito. A disciplina ensina as técnicas da força escalonada, para ser usada nos casos necessários.

Vigilância

Essa disciplina explica quais são os tipos de vigilância, que varia de acordo com o local de trabalho. Se é um hospital, uma escola, um banco etc. O serviço de vigilância carrega muitos detalhes que precisam ser minuciosamente aprendidos, e todos eles são estudados estrategicamente.

Qual é a média salarial de um profissional de segurança?

Há diversos fatores que tornam variada a média salarial de um profissional de segurança. O valor final vai depender do local de trabalho, do Estado onde ele atuará e das categorias e experiências de cada um.

Segundo informações da Catho — empresa especializada em recrutamento online — o valor médio para um segurança iniciante gira em torno de R$ 1.328,00, podendo ser acrescido de outros benefícios, que variam de empresa para empresa.

Um profissional que investe na carreira e busca novos cursos dentro da área garante sua ascensão financeira, assumindo outros postos, como os de supervisão, coordenação e gerência, quando passa a comandar equipes e projetos estratégicos.

Qual é o investimento no curso de segurança?

O investimento para a formação de um profissional de segurança é relativamente baixo, se comparado com os benefícios que a profissão traz e o nível de escolaridade exigido.

Se você tem interesse em iniciar sua carreira, lhe mostraremos quais são os valores cobrados para adquirir a qualificação para iniciar as atividades profissionais na área. Como cada objetivo carrega uma grade curricular específica, listaremos os valores conforme a formação. Veja:

Formação de vigilante

É a formação inicial, a base para o início da profissão, que compreende os primeiros passos de quem quer construir uma carreira que pode chegar a níveis superiores. A formação de vigilante, por norma, exige uma carga horária mínima de 200h. Veja os detalhes:

Valor do curso de formação: R$ 650,00.

Valor do curso de reciclagem: R$ 300,00.

Transporte de valores

Os alunos que concluírem o curso de vigilante podem realizar uma extensão, adquirindo qualificação para atuar na segurança de transporte de valores. A formação tem carga horária adicional de 50h, podendo ser concluída em até cinco dias no formato intensivo. Veja os valores:

Investimento do curso de extensão: R$ 450,00.

Investimento do curso de reciclagem: R$ 400,00.

Escolta armada

Essa extensão também tem carga horária de 50h e pode ser realizada em até cinco dias, no formato intensivo. Também é necessário ter a formação de vigilante para ingressar na extensão.

Investimento do curso de extensão: R$ 450,00.

Investimento do curso de reciclagem: R$ 400,00.

Segurança pessoal privada

A segurança pessoal privada é uma extensão que autoriza o aluno a trabalhar como segurança particular de pessoas físicas. Tendo o curso de vigilante, ele já pode iniciar a extensão e adquirir a capacitação.

Investimento do curso de extensão: R$ 1.000,00.

Investimento do curso de reciclagem: R$ 900,00.

Segurança em grandes eventos

A formação do  segurança em eventos de grande porte exige que o aluno tenha a formação de vigilante, como as extensões que citamos acima. A carga horária também é bem menor, assim como o valor do investimento.

Investimento da formação: R$ 350,00.

Quais legislações regulamentam a profissão de segurança?

A profissão de segurança é regulamentada pela Polícia Federal, que cuida para que sejam cumpridas todas as normas e estabelece direitos e deveres para os profissionais que ingressam na área.

Por ser uma profissão regulamentada garante que um profissional atue com tranquilidade e evita problemas, como condições indevidas de trabalho, situações de descaso pelos contratantes, entre outras.

É muito importante que o profissional esteja atento a todo o texto legislativo, para buscar o cumprimento de tudo o que foi estabelecido e também atuar da forma e com a postura correta enquanto prestar serviço, seja ele para pessoa física ou empresas.

Conheça os direitos e deveres do profissional de segurança. Os tópicos abaixo foram retirados da portaria que regulamenta a profissão de vigilante no Brasil.

Direitos

  • recebimento de uniforme em perfeito estado de conservação;
  • porte de arma quando estiver em exercício;
  • utilização de materiais em perfeito funcionamento e conservação;
  • utilização de equipamentos de comunicação em perfeito funcionamento;
  • treinamento regular;
  • seguro de vida em grupo, sob responsabilidade do empregador;
  • prisão especial por ato decorrente do exercício da atividade;

Deveres

  • exercer as suas atividades com urbanidade, probidade e denodo (coragem);
  • usar o uniforme autorizado apenas em serviço;
  • portar a Carteira Nacional de Vigilante (CNV);
  • comunicar ao seu superior os incidentes que venham a ocorrer no serviço, assim como as irregularidades relativas ao equipamento que utiliza;
  • manter-se restrito ao local sob vigilância, observando-se as peculiaridades das atividades de transporte de valores, escolta armada e segurança pessoal.

Estar atento à legislação garante que nenhum inconveniente atrapalhe o exercício da função, nem sejam aplicadas sanções ao profissional.

Como tirar a Carteira Nacional de Vigilante?

Todo vigilante, estando em serviço, deve portar a CNV. Esse documento é a prova da autenticidade da sua capacitação para exercer aquela função.

A carteira deverá ser solicitada pela empresa que contratou o vigilante, ou pelo sindicato do qual ele faz parte. Todos os trâmites são realizados pelo sistema online da Polícia Federal, mediante o pagamento de uma taxa. Você pode ver mais detalhes sobre o processo no documento oficial emitido pela PF.

Como funciona a licença para porte de arma de um vigilante?

Por lei, os vigilantes podem portar arma de fogo enquanto estiverem em serviço. Portanto, o porte de arma é concedido à empresa para a qual eles prestam serviços. Quando o profissional não tiver em exercício, é vedado o uso da arma de fogo.

Há um Projeto de Lei que propõe a liberação do armamento para alguns profissionais de segurança fora do exercício, mas ainda não foi aprovado. É fundamental que o profissional devolva a arma à empresa assim que encerrar as atividades, evitando punições para ele e para o contratante, além de evitar também expor a si e a outras pessoas a situações de risco.

A lei que regulamenta esse porte é a do desarmamento. Um material que deve ser estudado pelos profissionais, a fim de evitar quaisquer falhas em um assunto tão sério.

Iniciar atividades na área de segurança é um excelente caminho para quem procura construir carreira em um segmento de demanda crescente no país.

Esperamos que você tenha sanado suas dúvidas sobre o curso de segurança, assim como as normas que cercam a função.

A Escola de Segurança oferece os cursos de formação e de reciclagem para todas as categorias, atuando dentro das normas exigidas pela Polícia Federal e com um time altamente preparado para ensinar a teoria, a prática e ir além disso, dando suporte para que o aluno cresça na profissão e realize seus sonhos.

Entre em contato conosco e veja todos os detalhes para iniciar sua carreira e conquistar sua independência financeira como vigilante. Esperamos você!

26 Comentários

  1. Samuel Dias da Silva

    Meu objetivo é levar esse trabalho para toda vida, é não desiste

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Ficamos felizes em saber que este trabalho colabora em todas as áreas da sua vida!

      Caso deseja se qualificar e atualizar, estamos a disposição para atendê-lo!

      Mais informações:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  2. Qual valor do curso de armas não letais e de escolta armada

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Boa tarde,

      Você já possui o curso de formação de vigilante patrimonial?

      Caso sim, saiba o que você precisa para fazer sua matrícula nos cursos através dos telefones:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  3. Pretendo fazer esse curso,como faço pra começar?

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Boa tarde,

      Quer fazer sua matrícula?

      Saiba como:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

      • Eu quero fazer o curso tenho 23 anos

        • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

          Bom dia,

          Os requisitos para fazer o curso é ter mais de 21 anos e ter no minimo a 4° série do ensino fundamental completa, e você atende um dos requisitos, caso atenda o outro entre em contato conosco e saiba a documentação necessária para fazer o curso!

          (31) 3201-0708
          (31) 98445-2427

  4. tem alguma forma de eu com 20 anos fazer o curso de vigilante?
    alguma documentação assinada pelos meus pais ou alguma coisa assim

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Boa tarde,

      Conforme legislação, você pode ingressar no curso após completar 21 anos.

      Assim que você estiver com a idade mínima, nos procure para iniciar seu processo de matrícula!

      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  5. Vcs são de onde

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      A Escola Brasil de Segurança atualmente possui duas unidades: Belo Horizonte e Pouso Alegre.

      podemos te ajudar?

      Se quiser mais informações nos procure!

  6. Foi muito util, o texto.pretendo fazer o curso!

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Ficamos felizes que contribuímos para seu crescimento!

      Estamos a disposição para melhor atendê-lo sempre!

      Mais informações:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  7. Sou militar, e quero fazer um curso nessa área, qual direção devo tomar?

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Se você tem interesse de ingressar na área da segurança privada, primeiro deve se qualificar!
      O primeiro passo é fazer o curso básico de formação de vigilante, e os requisitos são: ser maior de 21 anos e ter a 4° série completa. Além das documentações necessárias para fazer a matrícula no curso.

      Mais informações:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

      • Tenho 22 anos , todos documentos, ensino superior gestão pública e privada, queria fazer. Só indo na sedi? Qual valor do curso ? Vigilante?

        • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

          Bom dia,

          Os requisitos necessários para fazer o curso você atende, mas é necessário algumas documentações.

          Saiba mais:
          (31) 3201-0708
          (31) 98445-2427

  8. Qual o grau de escolaridade
    Para exercer o serviço?
    E idade apropriada

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Os requisitos para fazer o curso de Formação de vigilante é necessário ter mais de 21 anos e no mínimo a 4° série do ensino fundamental completa.

      Tenha mais informações sobre a documentação necessária:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  9. Qual o grau de escolaridade

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Os requisitos para fazer o curso de Formação de vigilante é necessário ter mais de 21 anos e no mínimo a 4° série do ensino fundamental completa.

      Tenha mais informações sobre a documentação necessária:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  10. Boa tarde! Tenho interesse em fazer o curso na área de segurança. Sabe me informar se tem disponibilidade para o Estado da Bahia, especificamente na região do extremo sul entre Eunápolis, Porto Seguro? Aguardo retorno.

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Não temos unidade nesta região, mas você pode procurar uma escola especializada e autorizada pela Polícia Federal.

      Mas caso queira, você pode fazer o curso conosco em nossa unidade de Belo Horizonte.
      Mais informações:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  11. Esse curso é so presencial.

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      O curso de Formação de Vigilante deve ser feito na modalidade presencial devido as práticas exigidas no curso.

      Tem interesse de fazer o curso?
      Entre em contato conosco e saiba como garantir a sua vaga!
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427