Por que a profissão de vigilante é tão importante para a sociedade?

Algumas profissões são tão essenciais na sociedade que, sem elas, seria difícil manter a ordem e a funcionalidade no convívio social. Uma das mais importantes é a de vigilante, que cumpre uma função importante, principalmente nos dias atuais.

Porém, algumas pessoas não têm a dimensão da importância desse profissional no dia a dia. Continue lendo para saber mais sobre essa atividade!

O que um vigilante faz?

A função de vigilante inclui todo um espectro de atividades que atuam com o objetivo de zelar e proteger, constantemente, um grupo de pessoas ou bens materiais. Isso demonstra a importância do cargo, já que está diretamente relacionado com a segurança e bem-estar de um coletivo.

Qual a sua diferença para o vigia?

Pela semelhança dos nomes, é comum que muitas pessoas confundam as funções. Porém, vigilante e vigia não são a mesma coisa.

O vigia, normalmente, atua por meio da informalidade e com funções consideravelmente limitadas quando comparamos com a do vigilante. Devido a isso, não pode, por exemplo, utilizar arma, pois como a função não é regulamentada, o seu porte de arma não é facilitado.

Já o vigilante tem suas funções amparadas pela legislação (Lei 7.102/1983), suas atividades são controladas pela Polícia Federal, e o profissional precisa realizar cursos de formação e reciclagem obrigatórios, o que o torna mais capacitado para a execução das atividades.

Qual a sua importância para a sociedade?

Um vigilante cumpre uma função essencial para o convívio social: garantir a segurança de pessoas, sejam indivíduos ou coletivos, e de bens patrimoniais. Em uma sociedade que ainda carece de medidas de contingência de crimes, o profissional da área de segurança tem o papel de zelar pelo bem-estar de todos.

Assim, é um importante aliado no combate, prevenção e inibição da criminalidade. Por exemplo, instituições financeiras contratam esse tipo de serviço para evitar que meliantes cometam o ato infracional de assaltar e roubar o patrimônio financeiro, seja dentro da própria instituição ou no ato do transporte de valores.

Isso não serve só para a proteção do bem em si (dinheiro), mas também para o coletivo em torno do local. Por exemplo, o vigilante dentro de um banco não protege só valores, mas também os colaboradores que ali estão, bem como os clientes que estão sendo atendidos.

Outro ponto é que os vigilantes, com o conhecimento adquirido nos cursos de formação, utilizam estratégias de inteligência para evitar até mesmo o encontro com criminosos, por meio de condutas de melhor precisão no dia a dia.

A observação de comportamentos suspeitos pode ser uma forma de evitar a execução do crime. Ao notar atitudes que condizem com o perfil de quem age ilegalmente, o vigilante pode realizar medidas de prevenção e evitar que o crime se consolide.

Por que um vigilante deve estar sempre atualizado?

Todas as medidas só são possíveis de serem atendidas caso o profissional esteja atualizado. E não estamos falando apenas dos cursos de formação, mas também das especializações e cursos complementares.

É fundamental que isso ocorra, já que as ações criminosas tendem a mudar com o tempo. A inserção de novas tecnologias (por exemplo, o uso de aplicativos de mensagem para comunicar possibilidades de assaltos), novos meios de atuação e estratégias tornam necessária a atualização constante do profissional.

Como você pôde conferir, o vigilante é essencial quando o assunto é a segurança e bem-estar coletivo, visto que promove mais tranquilidade para a sociedade em geral, além de proteger e zelar os nossos patrimônios.

Achou interessante a profissão de vigilante? Deseja atuar nesse setor? Então leia nosso artigo e saiba mais sobre esse assunto.

12 Comentários

  1. No meu ponto de vista está sendo extinta essa profissão!!

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      A Escola Brasil de Segurança acredita que a segurança privada vem preencher as lacunas da segurança pública, e que é uma área crescente e com previsão de crescimento para os próximos anos.

      Para aproveitar as oportunidades da área é necessário estar preparado!

      Quer fazer mais cursos?

      Entre em contato conosco!
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  2. Segurança mata cachorro a pauladas no Carrefour, vigilante mata rapaz com golpe de Jiu Jitsu no Extra, segurança negro é espancado por seguranças do Carrefour para confessar o roubo do carro que lhe pertencia , e vocês afirmam que é uma função quase essencial a sociedade, os vigilantes querem porte de arma fora do serviço, e querem um corregedoria. Se já fazem besteiras do jeito que fazem, imaginem se derem a eles poder de policia privada. A extinção dessas profissões, é urgente e necessária.

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Boa tarde,

      A Escola Brasil de Segurança acredita que os vigilantes devem receber formação qualificada para atuar e forma efetiva e eficiente, mas infelizmente temos no mercado escolas que não se comprometem em oferecer uma formação de qualidade.

      A Segurança Privada se tornou uma área de atuação importante e complementar a Segurança Pública, ou seja, a atuação do vigilante é extremamente importante para prevenir ações criminosas e manter a sociedade em segurança.

      Estamos a disposição.

  3. Não responderam ao meu e-mail, por falta única de reposta.

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Boa tarde,

      Iremos responder.

      Se preferir pode entrar em contato conosco através dos telefones:
      (31) 3201-0708
      (31) 98445-2427

  4. Antonio Carlos

    Você me enviaram um e-mail ha tempos atras oferecendo-me cursos, saibam que todos os meus treinamentos táticos e técnicos foram feitos em Israel e no Estados Unidos com os principais grupos Rangers, S.w.a.t e outros, em Israel com as Forças de Defesa de Israel, e que depois do sucedido aqui em São Paulo, com um grupelho de supervigs, e que na hora do vamos ver não quiseram me enfrentar, e deram com as burras para trás, a vossa profissão que já estava em baixa comigo, piorou, e só espero ter a chance de cruzar com eles na rua, aí nós vamos ver quem é quem, também não pretendo compartilhar nada do que sei nem dos equipamentos que tenho com esses vigs. Não respondi o vosso e-mail antes pois estava fora viajando fazendo o treinamento de grupo de bombeiros voluntários de uma determinada empresa nos Estados Unidos. Desejo urgentemente que esta profissão seja extinta o mais rápido possível. Abraços não muito cordiais.

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Respeitamos a opinião do senhor, mas acreditamos que a qualificação profissional é muito importante para que o trabalho da segurança privada seja feito de forma qualificada e dentro da legalidade que a lei permite a ação dos vigilantes.

      A segurança privada surgiu com a necessidade de melhoria de segurança no geral, pois a segurança pública não consegue atingir de forma eficaz todos os campos e áreas.

      Estamos sempre a disposição para melhor atendê-lo.

  5. Antonio Carlos

    Aproveitando no dia de hoje (03/04/2019). no horário em que estava no Shopping da cidade onde moro no litoral paulista, Município de Praia Grande, e na posição em que me encontrava, vi uma senhora já de avançada idade tropeçar na escada rolante e nenhum dos supervigs, bem como os agentes de segurança, vestidos de ternos pretos, parecendo pinguins de geladeira irem em ajuda a esta senhora, quem a ajudou fui eu, que inclusive me predispus a levá-la para um pronto socorro ou para a sua residência, utilizando o meu automóvel particular. Belo exemplo de eficiência securitária deram os mesmos, não sei aí com vocês como as coisas são, mas aqui em Praia Grande, um cidadão assaltou uma agência bancária armado de uma faca, e os dois supervigs nada fizeram, armados que estavam com os seus portentosos revólveres cal. 38 spl. Por essa e outras razões é que sou a favor da extinção dessa profissão. Caso queiram darei uma descrição total das armas e munições em termos técnicos que os supervigs estavam utilizando, pois tive a curiosidade de ir a essa agência para observar como o cidadão conseguiu este assalto. Este fato foi-me descrito por um Policial Militar que participou da captura do referido elemento.

  6. Antonio Carlos

    A você da Escola Brasil, que conversou comigo por telefone no dia de hoje (04/04), aquilo que lhe falei da distância de segurança esta estampado na agressão da vigilante em Três Corações pelo marido de uma delegada dentro de um clube, e que dentro da minha experiência, agiu errado por não ter acionado seus colegas de profissão. e apesar de esposa não ter dado voz de prisão ao meliante, pois o marido dela não passa de um bandidinho de baixa categoria. Quanto a pessoa da vigilante lamento pela agressão, mas ela não deveria ter interferido na situação, e sim chamado ajuda da Policia Militar ou de outros vigilantes que por ali estivessem, e não querer encarar a situação sozinha. Vi também na internet um vigilante bancário falando a um cliente exaltado que abaixasse a bola, primeiro: isto não é maneira de se dirigir a um cidadão, segundo:o outro vigilante que sacou a arma deveria ter sido detido em flagrante pois colocou a vida de pessoas que estavam na agência bancária e que poderiam ser atingidas, caso houvesse disparos além de ter tentado pegar o cliente do banco pelo pescoço. Notei em seu timbre de voz a vontade de desligar o telefone em que conversamos, e é por isso que digo vocês, tem muito a aprender, e no seu entender a conversa devia estar sendo chata, por isso a pressa em desligar. Por essas e outras razões é que acho que esta profissão, se é assim que posso chamar, deve ser extinta este é o terceiro e-mail que lhes envio em dois dias, vamos ver se vocês tem argumentos para retrucar, se é que vão responder.

    • ESCOLA BRASIL DE SEGURANÇA (Autor)

      Bom dia,

      Esta situação é complexa e merece discussões em foruns de discussão da área, além de uma investigação apurada sobre a postura dos vigilantes nas diversas situações no qual o senhor relatou.

      Ficamos felizes em saber que pudemos acolher via telefone sua opinião e respeitamos ela, mas continuamos a acreditar na qualificação e na postura adequada do vigilante que vem a somar com a segurança do país.

      Estamos sempre a disposição para melhor atendê-lo.

      • Não respondi antes, pois estava fora ministrando um treinamento especializado, para um grupo de funcionários de uma determinada empresa, concordo que esta situação da agência assaltada deveria ser apurada, e servir de ensinamento para futuros vigilantes, mas também acho que os dois vigilantes citados deveriam ser punidos, já que não souberam agir, quando o meliante retirou-se da agência bancária, sem reféns. E o que vocês podem me dizer quanto aos pinguins de geladeira do shopping citado, gostaria imensamente de saber de vocês qual a punição que os mesmos merecem.